sexta-feira, 6 de maio de 2011

Estado de Alagoas será representado na maior feira do plástico da América Latina

Governo do Estado divulga benefícios do setor para atrair novos investidores; evento acontece de 9 a 13 de maio

Victor Brasil 

A Cadeia Produtiva da Química e do Plástico (CPQP) de Alagoas vai estar, mais uma vez, em destaque na maior feira da América Latina do setor plástico. A 13º edição da Brasilplast, Feira Internacional da Indústria do Plástico, vai acontecer entre os dias 9 e 13 deste mês, no Anhembi, em São Paulo. 

O evento, que acontece em forma de bienal, reunirá cerca de 1.300 expositores vindos de 30 países, com expectativa de receber um público de 65 mil visitantes. Segundo o industrial alagoano Gilvan Leite, a feira é considerada um marco para o setor, pois possibilita uma maior aproximação com novidades da área de todas as partes do mundo.  “Na ocasião, todos os empresários poderão trocar informações e técnicas, além de conhecer novas tecnologias que possibilitam um maior desenvolvimento da produção”, disse. 

No evento, o potencial do setor plástico de Alagoas será divulgado em um grande estande montado na feira, onde gestores da Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico (Seplande) receberão empresários do setor. O governador Teotonio Vilela Filho vai aproveitar o estande para atender os investidores em potencial e apoiar os que já se instalaram no Estado. 

Para o secretário de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico, Luiz Otavio Gomes, o estande de Alagoas montado na última edição da feira, em 2009, possibilitou a exposição dos atrativos de Alagoas e resultou na efetivação de atração de empreendimentos para o Estado. "O próprio governador de Alagoas atendeu os empresários, o que fez a diferença e implicou na atração de novos investimentos", destacou o secretário.

Para o industrial e presidente do Sindicato das Indústrias do Plástico, Wander Lobo, a montagem de um estande do governo do Estado no evento traz diversos benefícios não só para Alagoas, mas também para os empresários do ramo. “Ficar em contato com novidades do mercado vai possibilitar melhorias aos nossos serviços e também para o desenvolvimento econômico do estado”, disse.

De acordo com o superintendente do Sebrae em Alagoas, Marcos Vieira, são com ações desse porte que o estado vem garantindo grande destaque nacional no segmento do plástico. “Estes resultados são fruto da parceria do Governo, Sebrae e tantas outras instituições que reconhecem neste setor um grande potencial econômico e, por isso, trabalham juntos para fazer de Alagoas um dos melhores locais para investimentos em química e plástico, na região Nordeste”, destacou.

A parceria entre o Governo de Alagoas e outras instituições ligadas às indústrias do plástico possibilitou a criação do fórum da Cadeia Produtiva da Química e do Plástico, no ano de 2007. Fazem parte do fórum: Federação das Indústrias de Alagoas (Fiea), Senai, Sebrae, Braskem, Banco do Nordeste, Algás, Associação Comercial, Universidade Federal de Alagoas, Sindicato das Indústrias de Plástico e as Associações das Empresas do Polo de Marechal Deodoro e do Polo Industrial em Maceió.

Mães de Ibateguara ganham o direito de ter seus filhos no município

Maternidade de Parto Normal Mariano de Oliveira Nascimento foi inaugurada nesta sexta-feira, pelo governo do Estado

Luciana Mendonça

Everton foi o primeiro bebê a nascer na nova maternidade
Era um dia chuvoso quando Jaciana Caetano Soares, de nove meses de gestação, começou a sentir a dor do parto. Logo em seguida, ela foi encaminhada à Maternidade de Parto Normal Mariano de Oliveira Nascimento e, na segunda-feira (2), nasceu o pequeno Everton Caetano Soares, o primeiro bebê nascido na Maternidade de Ibateguara. Antes, as gestantes eram encaminhadas para unidades maternais em outros municípios da região.

Funcionando desde o início desta semana, a Maternidade de Ibateguara, considerada um sonho para as gestantes que desejavam ter seus filhos no município, foi inaugurada oficialmente nesta sexta-feira (6). A solenidade contou com a presença do governador Teotonio Vilela Filho, do secretário de Estado da Saúde, Alexandre Toledo, da prefeita de Ibateguara, Eudócia Caldas, além de políticos e prefeitos da região.

“Foi muito importante para mim e para minha família ter sido atendida nesta maternidade. Aqui fui bem tratada e acolhida pela equipe da unidade. Além disso, logo recebi alta e fui para casa com a minha família”, relatou a mãe de Everton, com ele nos braços.

A gestante Maria Poliana da Silva, 17 anos, disse que terá seu filho em Ibateguara e que já vem sendo orientada pela equipe do Programa de Saúde da Família (PSF) sobre a importância do pré-natal e do parto normal para saúde dela e do bebê.

“Tenho sido orientada pelos agentes de saúde e tenho feito as consultas de pré-natal. Agora, com a maternidade em Ibateguara, será bem mais fácil receber assistência quando eu sentir as primeiras dores do parto”, disse a jovem futura mãe.

A construção da unidade de saúde faz parte de uma parceria entre os governos federal e estadual. Foram investidos R$ 858.612,75. Para aquisição dos equipamentos, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) investiu 113.398,28. A maternidade, que é localizada na entrada de Ibateguara, conta com médico plantonista, enfermeira obstetra e técnicos e auxiliares de enfermagem.

A prefeita de Ibateguara, Eudócia Caldas, destacou o apoio do governo do Estado para a construção da maternidade e o empenho do governador Teotonio Vilela Filho no que diz respeito aos investimentos destinados à Saúde, principalmente nos municípios.

“Esta maternidade é um sonho antigo e só foi possível graças à emenda parlamentar federal e recursos do governo estadual. Agora o cidadão deste município irá nascer em Ibateguara e as gestantes não irão mais se deslocar para outros municípios”, disse a prefeita, informando que o município tem investido em ações de saúde, principalmente para redução da mortalidade infantil.

O secretário Estado da Saúde, Alexandre Toledo, destacou o trabalho desenvolvido pela prefeitura, por meio dos agentes comunitários, e o empenho do governo do Estado para a redução da mortalidade infantil.  Toledo também lembrou os investimentos do Estado para os municípios destinados a melhorias dos serviços de saúde.

“A cidade de Ibateguara está de parabéns, porque esta maternidade irá ajudar a desafogar os serviços ofertados pelo SUS nos municípios da região e em Maceió”, disse o secretário, ressaltando a importância de uma política pública de saúde de forma regionalizada.

O governador Teotonio Vilela Filho também enalteceu o trabalho da gestão municipal e falou da importância dos serviços públicos ofertados aos cidadãos nos municípios. “É no município que as pessoas moram e por isso é preciso de investimento em serviço públicos”, disse Vilela, parabenizando Jaciana e Everton, primeiros pacientes da maternidade.

Distribuição de donativos contempla 100% dos municípios atingidos pelas chuvas

Secretário Marcelo Palmeira pede que a sociedade participe das doações

Emília Bezerra

Estrutura foi montada para assistência aos municípios
Todos os municípios alagoanos em situação de emergência já foram atendidos pelo governo do Estado, por meio da distribuição de 50 toneladas de alimentos, dois mil kits de higiene, dois mil colchões, dois mil cobertores e 30 mil litros d’água, segundo a necessidade de cada cidade. 

Os recursos foram solicitados pelo secretário de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social, Marcelo Palmeira, e atendidos prontamente pelo governador Teotonio Vilela Filho.

“Estou certo de que o Estado está cumprindo o seu papel, ajudando às vítimas das fortes chuvas”, declarou Palmeira. O secretário também destacou a ajuda recebida do governo federal, que doou 19 toneladas de alimentos vindos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em Pernambuco.

O esforço conjunto do governo do Estado para amenizar a situação de emergência das famílias atingidas pelas fortes chuvas pode ser observado nos resultados. Uma sala de situação foi montada pela Defesa Civil, na sede da Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social (Seades), para que todos os números dos municípios possam ser acompanhados e para que sejam traçadas, também, novas soluções às futuras demandas.  

Em visita ao município de São Luís do Quitunde, nesta sexta-feira (6), a assessora-técnica do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Mariana Machado, considerou que a gestão dos abrigos provisórios está organizada e que o Estado tem direcionado de forma intersetorial as ações de atendimento à população.

O secretário da Assistência Social chamou a atenção para as doações feitas pela sociedade. “Até o momento, esse tipo de doação não corresponde a 1% do que já foi adquirido”, disse Palmeira, convocando a população a colaborar com os donativos que serão encaminhados aos municípios atingidos. “Alimentos não-perecíveis, colchões, água mineral, cobertores, roupas, tudo é bem-vindo neste momento, desde que estejam em condições de uso”, acrescentou o secretário.

As pessoas podem fazer as suas doações na sede da Secretaria, que fica na Av. Comendador Calaça (Poço), ou em qualquer quartel da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros.

Secretário e representante do MDS visitam São Luís do Quitunde

Durante a vistoria, eles conheceram algumas escolas que funcionam como abrigo temporário

Emília Bezerra

O secretário de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social, Marcelo Palmeira, visitou o município de São Luís do Quitunde, nesta sexta-feira (5), para verificar a situação das famílias que estão desalojadas em virtude das fortes chuvas. Ele estava acompanhado da assessora técnica do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) Mariana Machado, e de um representante da Defesa Civil Estadual.

O ponto de partida da visita foi a Secretaria de Assistência Social do município. Lá, o secretário se reuniu com o prefeito e também com assistentes sociais daquela cidade, para definir as medidas que serão adotadas em auxílio ao município e às famílias atingidas.

Nesse primeiro momento, viemos visitar alguns municípios para verificar a situação de emergência, as condições reais da população e ver o que pode ser feito pelo governo federal”, acrescentou Mariana Machado, enquanto visitava uma das escolas que servem temporariamente como abrigo.

A técnica do MDS também veio a Alagoas com a missão de elaborar um relatório, espécie de prestação de contas dos recursos enviados pelo Ministério do Desenvolvimento Social. “Pelo que observamos, a situação é estável. Não é de calamidade, como no ano passado. Agora, é importante que as famílias voltem a ter uma rotina. Que as crianças, por exemplo, retornem à sala de aula”, acrescentou a técnica do MDS.

Em um segundo momento, de acordo com o secretário Marcelo Palmeira, também será feito um levantamento junto à empresa de Serviços de Engenharia do Estado de Alagoas S/A (Serveal) e à Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra). “De posse desse levantamento, vamos buscar, em Brasília, recursos para a construção de novas casas”, adiantou Palmeira. Ele ressaltou ainda a importância da parceria dos municípios com o governo do Estado em situações emergenciais.

Uma das dificuldades encontradas pelo município de São Luís do Quitunde diz respeito à resistência dos moradores que ainda não querem sair das áreas consideradas de risco. Na próxima segunda-feira (9), o secretário Marcelo Palmeira deve seguir para outros municípios atingidos para observar de perto a situação das famílias desalojadas.

Governador inaugura maternidade e Unidade Especializada em Ibateguara

Durante evento, Teotonio Vilela destaca que todos os municípios do Estado têm obras executadas pelo governo; recuperação de 3,5 km de acesso à Ibateguara também foi inaugurada

Amanda Dantas
Foto: Tércio Cappello

Nova maternidade vai beneficiar população de Ibateguara
O governador Teotonio Vilela Filho inaugurou, nesta sexta-feira (6), a Maternidade Mariano de Oliveira Nascimento junto com uma Unidade Especializada no município de Ibateguara. A cidade também foi contemplada com a recuperação de 3,5 km do acesso à cidade. 


A viabilização da maternidade partiu da emenda parlamentar do então deputado João Caldas. Os recursos investidos totalizam quase R$ 1 milhão, sendo R$ 655 mil do governo Federal e R$ 316,9 mil do governo do Estado. 

Após visitar as instalações da nova maternidade, o governador destacou a importância de atender a todos os municípios, ressaltando o trabalho realizado em parceria com a bancada federal e estadual na execução de projetos que atendam às necessidades da população. Teotonio Vilela disse que o desenvolvimento de Alagoas depende também do compromisso de todos os gestores municipais. 

“São eles os responsáveis pelas demandas das cidades; eles estão mais perto dos problemas que atingem a população e têm o dever de transmití-los ao governador do Estado”, argumentou. O governador também visitou a Unidade Especializada onde serão realizados exames especiais como ecocardiograma, eletrocardiograma, ultrassonografia e colposcopia. 

De acordo com a secretária de Saúde do município, Solange Farias, as novas unidades de saúde são “um sonho antigo do povo de Ibateguara”. A  unidade de saúde materna vai atender às gestantes que terão parto normal. Na solenidade, Solange Farias comemorou o resultado obtido através do Programa Avança Saúde que teve como objetivo reduzir a mortalidade infantil. “Em 2006 eram 100 crianças mortas para cada 1.000 nascidas vivas; reduzimos esse número, e até o momento temos 6 óbitos em cada 1.000 nascidos”, constatou. “Essa maternidade vai nos ajudar a zerar esses óbitos junto com os programas do governo do Estado que apoiam a saúde da gestante”, acrescentou Solange.

A prefeita do município, Eudócia Caldas, ressaltou a necessidade da maternidade e da Unidade Especializada para a prestação de serviços à comunidade. Eudócia disse que o governo do Estado tem participação efetiva nos avanços da cidade. “Temos que agradecer muito ao governador pela visão que detém acerca dos municípios e suas demandas. Sempre fomos atendidos nas nossas solicitações”, afirmou a prefeita. 

Ainda no evento, Teotonio destacou que todos os municípios do Estado têm obras executadas pelo governo, sendo algumas com recursos próprios e outras em parceria com o governo Federal. O governador lembrou que nos últimos dias atendeu outras regiões com ações em diversos setores em municípios como Palmeira dos Índios, São José da Tapera, Coruripe, Carneiros, Pilar, entre outros. “Temos mais de 60 obras prontas, 200 sendo licitadas e 100 sendo executadas; obras por toda parte do Estado”, enfatizou. 

O governador estava acompanhado dos secretários de Estado da Saúde, Alexandre Toledo, e da Infraestrutura, Marco Fireman. O evento também contou com a presença do deputado Estadual João Henrique Caldas e do ex-deputado Federal, João Caldas.

Ibateguara recebe novo acesso rodoviário

Pavimentação se estende por 3,5 quilômetros, viabilizando entrada e saída de veículos 

Acássia Deliê
Foto: Tércio Cappello

Governo inaugurou acesso à Ibateguara nesta sexta-feira
Acabou a lama na porta de casa e os buracos não existem mais. Para o aposentado Sebastião João da Silva, de 62 anos, as ações do Governo Estadual estão mudando para melhor o município de Ibateguara, na região serrana de Alagoas. “Aqui, antes, se passasse um carro era lama pra todo lado, na rua, na calçada, nas paredes, na gente. Agora, faz gosto ver os carros na rua asfaltada”, dizia Seu Sebastião na manhã desta sexta-feira (6).

Como dezenas de moradores do município, ele participou da inauguração do novo acesso rodoviário à Ibateguara, mais uma obra concluída e entregue pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER), órgão vinculado à Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra). No total, foram 3,5 km de pavimentação, que viabilizam o fluxo de veículos ao município.

“Mais uma vez, entregamos à população uma obra que traz desenvolvimento à região. Restaurar o acesso rodoviário de um município significa integrá-lo a outros municípios e ao Estado como um todo, melhorando o escoamento da produção e elevando a autoestima dos seus moradores”, disse o secretário de Estado da Infraestrutura, Marco Fireman.

A prefeita de Ibateguara, Eudócia Caldas, agradeceu o empenho do Governo do Estado na realização da obra. “Várias vezes estive no Palácio e na Seinfra e fui sempre muito bem recebida e atendida pelo governador Teotonio Vilela Filho e pelo secretário Marco Fireman. Hoje, estamos inaugurando um dos tantos frutos desses diálogos bem sucedidos com o nosso município”, ressaltou a prefeita.

Em todo o Estado, o DER está entregando a restauração de 71 acessos municipais, além de dezenas de obras de infraestrutura, inclusive do Programa da Reconstrução, nos municípios atingidos pelas enchentes de 2010. “Temos dezenas de obras já concluídas, atendendo às necessidades da população e levando desenvolvimento a todas as regiões de Alagoas”, informa Marcos Vital, diretor-presidente do DER.

Técnicos capacitados em cooperativismo e associativismo já têm plano de ação


Secretaria de Estado da Agricultura capacitou esta semana 62 técnicos de extensão rural para qualificar o atendimento aos agricultores

Diego Barros

Técnicos de extensão rural já elaboraram planejamento de ações
Os 62 técnicos de extensão rural da Secretaria de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário (Seagri) que foram capacitados esta semana em cooperativismo e associativismo já elaboraram um planejamento de ações para aplicar nas comunidades onde eles prestam acompanhamento aos agricultores.

De acordo com a superintendente de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural da Seagri, Rita de Cássia, o objetivo da capacitação, que foi encerrada nesta sexta-feira (6), no município de Carpina, em Pernambuco, foi atendido.

“Os técnicos agora estão mais bem qualificados para oferecer aos agricultores familiares um atendimento voltado para a organização em cooperativas e associações, e essa é uma necessidade que nós havíamos identificado durante a condução de alguns programas coordenados pela Seagri”, explicou Rita de Cássia.

Ainda segundo ela, um dos programas nos quais é necessário que os produtores trabalhem de modo associativo é o Alagoas Mais Leite. “Neste programa, os beneficiados utilizam alguns equipamentos de forma coletiva, são atendidos em grupo”, destacou.

Para o consultor do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) Benedito Castro, um dos instrutores da capacitação, que durou uma semana, o treinamento foi focado em organização social e em organização produtiva. “Também trabalhamos as cadeias produtivas nas quais existem cooperativas, e algumas dessas cooperativas estão um passo à frente, pois elas já fazem o beneficiamento do produto”, ressaltou.

Ele também informou que a metodologia da capacitação foi baseada em conceitos, princípios, base legal do associativismo e cooperativismo, participação, dinâmicas de grupo, dramatização e simulações.

“Quando esses técnicos estiverem orientando os grupos de produtores na organização de associações e cooperativas, eles estarão colaborando para a melhoria da qualidade de vida dessas pessoas”, argumentou Benedito Castro, que é vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Territorial do MDA.

Outro consultor do MDA que participou do treinamento dos técnicos de extensão rural da Seagri, entre eles assistentes sociais, agrônomos, veterinários, zootecnistas e técnicos agrícolas, foi Ronaldo Camboim.

“O serviço de assistência técnica e extensão rural é considerado uma prioridade pelo governador Teotonio Vilela, e é preciso que esse serviço seja qualificado, portanto, nossos técnicos estão sendo capacitados em várias temáticas”, informou o secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário, Jorge Dantas.

Governo, prefeitos e secretários da Saúde avaliam ações para vítimas das chuvas

Reunião nesta segunda-feira no auditório da Seplande definirá estratégias de atendimento à população desalojada e desabrigada 

Júlio Cezar


As estratégias e ações desenvolvidas pelo governo estadual na área da saúde nos municípios atingidos pelas últimas chuvas serão avaliadas nesta segunda-feira (9), às 9h, durante reunião no auditório da Secretaria do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico, com prefeitos e secretários municipais de Saúde. 

O encontro contará com a presença de representantes do Conselho de Secretários Municipais de Saúde e Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), contará ainda com a participação do secretário estadual de Saúde, Alexandre Toledo, e terá como finalidade reforçar as atividades que já estão sendo realizadas pela Sesau desde a noite do último dia 29 de abril.

Desde o momento em que a Coordenação Estadual de Defesa Civil divulgou a situação de emergência em alguns municípios alagoanos, técnicos das diretorias de Vigilância Epidemiológica, Saúde Ambiental, Atenção Básica e Saúde Mental começaram a monitorar e percorrer as cidades inundadas, traçando diagnóstico das necessidades emergenciais dos desabrigados e desalojados.

Os técnicos da Sesau vêm orientando aos profissionais de saúde dos municípios que diante dessa situação de emergência, basta encaminhar as necessidades na área de saúde para que as medidas sejam adotadas. Vários municípios já receberam kits básicos de medicamentos com soro oral e venoso, material para curativos, etc. Também foram disponibilizadas para a Defesa Civil, desde o dia 30 de abril, caminhonetes com tração nas quatro rodas para facilitar a ida aos locais de difícil acesso.

Ainda de acordo com a Sesau, em cada município foi criada uma comissão para informar possíveis surtos de doenças aos técnicos do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs). O objetivo é monitorar o surgimento de problemas de saúde, eliminando precocemente e reduzindo os efeitos nocivos nos moradores dos municípios atingidos, já que eles estão fragilizados por terem ficado desabrigados ou desalojados.

O superintendente de Atenção à Saúde, Vanilo Soares, informou que determinou à Diretoria de Assistência Farmacêutica (DAF), que adote todas as providências para atender aos municípios alagoanos afetados pelas chuvas, principalmente as cidades do Litoral Norte. Segundo a coordenadora da Vigilância Ambiental, Elizabeth Rocha, a população deve adicionar hipoclorito na água de beber e cloro líquido para fazer a higienização de prédios e residências. “Esses dois produtos são distribuídos pelas secretarias municipais de Saúde. Caso não tenham disponível, basta oficializar o pedido à Secretaria de Estado da Saúde”, orientou. 
Nesta sexta-feira (6), os técnicos percorreram os municípios de Japaratinga, Colônia Leopoldina, Porto de Pedras, Paripueira, São Luiz do Quitunde e Jacuípe. As ações estão ocorrendo de forma integrada, com técnicos da Defesa Civil Estadual e da Secretaria de Estado da Assistência Social (Seads), visando reforçar as ações de prestar assistência ágil e eficiente à população.

Vacinação contra a gripe

Quanto à Campanha de Vacinação contra a Gripe, iniciada no último dia 25 de abril, a Sesau vai analisar se poderá prorrogá-la ou não, pois segundo o Ministério da Saúde (MS), as ações devem ser encerradas no próximo dia 13 de maio. No entanto, segundo a coordenadora estadual do Programa Nacional de Imunização (PNI), Denise Castro, técnicos da Sesau estarão visitando os municípios afetados pelas chuvas para vacinar os desalojados e desabrigados.

“Estamos montando uma força-tarefa para percorrer os nove municípios onde foi decretado estado de emergência, a fim de vacinarmos as pessoas atingidas pelas chuvas. Iremos trabalhar para que não precisemos prorrogar a Campanha de Vacinação contra a Gripe, mas iremos analisar esta hipótese com o Ministério da Saúde”, informou.

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Toledo, as ações visam evitar doenças de veiculação hídrica, a exemplo da leptospirose, diarreia, entre outras, atender possíveis feridos, analisar a qualidade da água consumida pelos desalojados e desabrigados, verificar se unidades de saúde foram danificadas e prestar assistência psicológica as vítimas dos efeitos destruidores das chuvas.

“Assim como ocorreu no ano passado, quando as chuvas provocaram destruição em vários municípios alagoanos e deixaram 15 em estado de calamidade pública, estamos atuando para minimizar o sofrimento das vítimas. Para isso, mobilizamos com os técnicos de áreas estratégicas, que trabalham na prevenção e na saúde curativa, como preconiza o Sistema Único de Saúde (SUS), assim como determinou o governador Teotonio Vilela Filho”, disse o titular da pasta da Saúde.